O italiano Giovanni Rossi, de 27 anos, baleado na rua Emiliano Perneta, no Centro de Curitiba, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de sexta-feira (22) no Hospital Evangélico. A equipe médica, de acordo com informações repassadas à Banda B, confirmou a morte do estrangeiro às 5h30. Giovanni morava em Curitiba há dois anos e estava com o irmão no momento dos disparos.

A vítima era síndica de um prédio na rua Emiliano Perneta e voltava com o irmão do almoço na mesma rua em que mora. Eles foram puxados pelo suposto assaltante por cerca de 200 metros, próximo da esquina com a Rua Lamenha Lins, e mesmo sem terem esboçado uma reação um deles recebeu um tiro na cabeça. O irmão da vítima estava há apenas 20 dias em Curitiba e, ainda sem falar português, estava muito nervoso com o que tinha acontecido.

O atirador e um comparsa fugiram em um veículo Golf logo após os tiros. Nenhum pertence deles foi levado. O caso está sob a responsabilidade da Delegacia de Furtos e Roubos de Curitiba (DFR)

Suspeita

A Polícia Civil de Curitiba trabalha com duas hipóteses para o crime contra o italiano. Uma fonte daRádio Banda Baponta que além dos dois, duas mulheres casadas estariam participando da refeição, o que levanta a hipótese de um crime passional. A outra possibilidade é de que tenha sido uma tentativa de assalto.