Ouça o áudio

Os moradores e comerciantes da Rua Mateus Leme, no bairro Centro Cívico, em Curitiba, não aguentam mais o número de assaltos na região. Nesta quarta-feira (15), eles chamaram a reportagem da Rádio Banda B para reclamar e contar os casos de violência que se tornaram rotina, principalmente depois das 19h.

Em um dos casos, uma idosa de 70 anos disse que, na semana passada, chegou a beijar os assaltantes, achando que eram filhos de sua amiga. “Quando abri o portão de casa entraram dois jovens bens vestidos. Achei que eles eram filhos de minha amiga e cheguei a cumprimentá-los. Então os dois falaram que se tratava de um assalto. Minha vizinha gritou e os dois fugiram assustados”, afirmou.

Antônio Nascimento – Banda B
Comerciantes da Rua Mateus Leme sofrem com assaltos

Os comerciantes sofrem da mesma forma, conforme contou o dono de uma distribuidora de água. “Fui vítima de arrombamento na madrugada de sábado e ao ir pedir imagens para o dono de um posto de combustíveis descobri que ele também tinha sido assaltado durante a madrugada. O Centro Cívico, do lado da prefeitura e do Palácio de Araucárias, no centro político de Curitiba, está abandonado durante a noite”, disse.

A proprietária de uma loja destacou que os crimes acontecem principalmente quando anoitece. “Fica tudo completamente vazio aqui na região e não existe um policiamento. Os vândalos se tornam donos da rua e simplesmente fazem o que querem. Minha loja foi invadida na semana passada e eles fizeram quase que uma festa ali dentro”, contou.

Apesar da maioria dos casos serem à noite, o dono de um bar relatou que os crimes não tem hora para acontecer. “Era 7h quando chegava para abrir o comércio e fui roubado. Levaram até butijão de gás. Alguma coisa precisa ser feita”, disse.

A Banda B irá passar a reclamação dos moradores ao comando da PM de Curitiba.

Ouça o áudio com o relato das vítimas no ícone acima.