Por Marina Sequinel e Geovane Barreiro

A falta de novidades no caso do ‘Maníaco da Caminhonete’ preocupa as moradoras do bairro Gralha Azul, na Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba. Uma delas relatou à Banda B nesta segunda-feira (9) que chegou a abandonar o emprego por medo de ser abordada pelo criminoso.

“Eu pegava ônibus todo dia para Curitiba, às 7h da manhã. Nesse horário, eu sempre ficava sozinha no ponto de ônibus. Eu estou morrendo de medo de sair de casa. As minhas  filhas também. Não tem mais condições”, desabafou a moradora.

De acordo com a polícia, o ‘Maníaco da Caminhonete’ se aproxima das vítimas e as obrigam a entrar no veículo, uma Montana preta. Desde o fim de maio, sete mulheres já registraram Boletim de Ocorrência contra o criminoso. Quatro foram estupradas e três conseguiram fugir do acusado.

A polícia já divulgou o retrato-falado do suspeito. Ele é branco, tem cabelos pretos, aparenta ter 30 anos de idade e 1,7 m de altura. Quem tiver informações sobre o suspeito pode ligar para o número (41) 3627-1402.

Notícias relacionadas

Polícia de Fazenda Rio Grande divulga retrato falado do ‘Maníaco da Caminhonete’

Polícia procura o ‘Maníaco da Caminhonete’ acusado de abusar de mulheres na RMC