Por Felipe Ribeiro

Foto: Djalma Malaquias - Banda B

Foto: Djalma Malaquias – Banda B

O 13° Batalhão da Polícia Militar se pronunciou na tarde desta terça-feira (27) sobre o suposto assalto em que um soldado da corporação teria sido vítima no período da manhã em Piraquara, na região metropolitana de Curitiba. De acordo com o comandante do batalhão, coronel Assunção, uma quantidade de maconha foi encontrada no veículo do policial, motivo este que levou as equipes o encaminharem para a Delegacia de Pinhais. Até o momento, porém, não é possível saber se a droga pertencia a ele ou aos supostos bandidos que teriam cometido as agressões.

“Até o momento, os fatos dão conta que o soldado acionou o 190 após ser vítima de roubo e agressão. No local, os policiais encontraram o carro dele e com essa substância análoga à maconha dentro, motivo que levou as equipes a encaminharem ele para a Polícia Civil, onde agora será verificado a origem da droga”, disse.

O caso foi atendido na Rua Governador Valadares, no bairro Guarituba. A vítima estava com ferimentos e diz ter sido vítima de um assalto na região do bairro Bacacheri, na capital. Segundo testemunhas, a arma dele foi levada, mas o carro deixado para trás.

Sobre a arma, o coronel Assunção explicou que ela já foi encontrada no Bairro Alto e, por se tratar de um crime militar, instaurou inquérito para se verificar as circunstâncias dela estar jogada em um terreno baldio. “Estamos verificando as lesões e outras providências a serem tomadas de imediato. Ainda não podemos afirmar uma falsa comunicação, mas temos os procedimentos de polícia judiciária para verificar e analisar todos os ângulos da situação”, concluiu.

O caso agora passa a ser investigado pela Polícia Civil sobre a origem da droga e internamente pela Corregedoria da Polícia Militar.

Notícia Relacionada:

PM é encontrado com ferimentos e sem arma em Piraquara; ele diz que foi assaltado