Do Portal Uol

chacinasp-03092013

Foto: Reprodução Facebook

A Polícia Civil de São Paulo informou nesta terça-feira (3) que os laudos sobre as mortes de um casal de PMs, do filho deles de 13 anos e de outros dois parentes, ocorridas no mês de agosto na Brasilândia, zona norte da capital, apontam que o garoto Marcelo Pesseghini –o filho dos policiais– foi o responsável pelos crimes.

Segundo ele, 48 pessoas foram ouvidas durante a investigação sobre as mortes que ocorreram no dia 5 de agosto. A principal linha da investigação policial é de que o garoto de 13 anos, filho do casal, cometeu os crimes e se matou.

De acordo com o DHPP (Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa), órgão responsável pela apuração do caso, os delegados analisam nove laudos e 25 relatórios dos Institutos de Criminalística e Médico Legal.

Morreram na chacina o pai do estudante, o sargento da Rota (tropa de elite da Polícia Militar) Luís Marcelo Pesseghini, a mãe, a cabo da PM Andréia Bovo Pesseghini, a avó, Benedita Bovo, 65, e a tia-avó, Bernadete Bovo, 55.

Leia a reportagem completa clicando aqui.