Dois jovens morreram baleados e um adolescente ficou ferido no início da noite desta segunda-feira (26) no bairro Bacacheri em Curitiba. O caso aconteceu em uma quadra de futebol no Centro de Esporte e Lazer Avelino Vieira, que fica atrás do Parque Bacacheri. No local existe também uma pista de skate. No momento do crime, vários jovens estavam praticando esportes.

De acordo com o tenente Bora, do 20° Batalhão da Polícia Militar, foi uma ação rápida e os atiradores sabiam quem procuravam. “Eles queriam matar os três, mas o adolescente conseguiu sobreviver. Foi usada uma pistola 9 mm por dois rapazes em uma motocicleta. É um local bem frequentado e não é comum isto acontecer. Pela distância dos corpos, uma das vítimas chegou a correr, mas não resistiu”, contou à Banda B.

Até o início da madrugada desta terça-feira (26) os jovens permaneciam sem identificação no Instituto Médico Legal (IML). No local algumas pessoas comentaram que os jovens seriam Leonardo e Guilherme. Já o adolescente que sobreviveu levou um tiro na perna e já prestou depoimento à Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH). Ele está internado no Hospital Evangélico, sem risco de morte.

O tenente Bora disse também que a motivação do crime ainda é desconhecida. “Nós não sabemos se as vítimas têm passagens, qual o problema que eles têm, até porque não foram identificados. Informações são escassas e quem puder ajudar deve procurar a polícia para denunciar anonimamente”, pediu.

O caso já está nas mãos do delegado Rubens Recalcatti, da DH, que na manhã desta terça-feira falou à Banda B: “Um crime contra jovens, em um local frequentado por pessoas de bem. Chama a atenção e em breve teremos novidades”, destacou.

No Sítio Cercado

Um desconhecido foi baleado no final da noite desta segunda-feira na Rua Antônio Bozza, bairro Sítio Cercado em Curitiba. Duas ambulâcias do Siate foram acionadas, sendo uma do médico, para atender à vítima. Já na chegada ao local foi constatado a gravidade dos ferimentos e a vítima foi colocada na ambulância para ser dado o primeiro suporte de vida ao rapaz.

Com urgência, ele foi trasportado até o Hospital do Trabalhador aonde deu entrada em estado grave. A Polícia Militar deu os primeiros atendimentos ao local, no entanto ninguém declarou saber o que teria motivado o crime e nada foi relatado sobre o autor dos disparos. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios.