Da Redação com PC

SUSPEITOS

Ex-namorado é o primeiro da direita para esquerda (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Policiais civis de Rio Branco do Sul, Região Metropolitana de Curitiba (RMC), prenderam, no final da semana passada e na última terça-feira (20), um trio suspeito do assassinato de Aline Geovana dos Santos, 23 anos. A jovem desapareceu por volta das 18h do dia 7 de junho quando saiu de casa, em Itaperuçu, com destino à Festa da Laranja, em Cerro Azul.

Foram presos: Diego Bueno Machado, o “Diego Picatchu”, 24 anos, Fabiano Machado Costa Rosa, 20 anos, e Arildo Rodrigues dos Santos, o “Nenê”, 25 anos, depois de uma investigação da 4.ª Delegacia Regional de Rio Branco do Sul que contou com o depoimento de parentes, amigos da vítima e testemunhas do crime.

Segundo o delegado titular da Delegacia de Rio Branco do Sul, Robson Barreto, a vítima teria um relacionamento amoroso com Costa Rosa, que a estaria traindo. “Ela descobriu a traição e ameaçou ir até a polícia denunciar os crimes praticados pelo namorado e comparsas. Os marginais então decidiram matá-la”, contou o delegado.

O crime foi marcado por requintes de tortura e crueldade. Os autores agrediram Aline com tamanha violência que chegaram a arrancar sua mandíbula. “Eles atiraram contra a cabeça dela e ainda a agrediram com golpes de facão”, disse o delegado.

O delegado representou pelas prisões temporárias dos suspeitos, além de busca em suas casas e também do carro em que eles estavam.

Costa Rosa e “Nenê” foram presos na sexta-feira (16) e “Picatchu” foi preso na manhã da última terça-feira (20), em Curitiba. “Ele estava com uma camiseta com inscrição ‘Polícia do Exército’, além de duas carteiras com insígnias da Polícia”, lembrou Barreto.

O término para o inquérito policial será de trinta dias por se tratar de crime hediondo, e os suspeitos serão indiciados pela prática de homicídio qualificado (quatro qualificadoras), com pena de reclusão de 12 a 30 anos.

O desaparecimento

A família fez o boletim de ocorrência por desaparecimento na Delegacia de Rio Branco do Sul e os policiais começaram a procurá-la. “Por volta do meio-dia do dia 23 de junho uma pessoa que fazia trilha pela Estrada Principal do bairro Iretama, em Rio Branco do Sul, encontrou um corpo em estado avançado de putrefação, que posteriormente foi identificado pelo Instituto Médico-Legal (IML) como sendo Aline”, explicou Barreto.

Notícia Relacionada:

Polícia encontra corpo de jovem que desapareceu depois da Festa da Laranja