Da Redação

A jovem Paola Natália Cardoso, de 23 anos, assassinada ontem pelo namorado, o policial civil Napoleão Seki Junior, de 36, foi sepultada na manhã desta sexta-feira (25) no Cemitério Parque Iguaçu, no bairro Cascatinha, em Curitiba. Ela era estudante da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e deixou um filho de um ano e três meses, fruto de outro relacionamento.

paola

Paola foi sepultada hoje (Foto: Reprodução Facebook)

Por sua vez, o policial civil, que após matar a namorada tentou se suicidar, segue internado em estado grave, com risco de morte, no Hospital Cajuru. Segundo a assessoria de imprensa da Secretária de Segurança Pública (Sesp-PR), ele passou por uma cirurgia e deve ficar cego de um olho.

Na tarde de hoje, a Sesp-PR marcou uma coletiva de imprensa para falar sobre o caso. O que já foi informado é que Seki trabalhava no setor administrativo do órgão porque respondia um processo disciplinar, por ter se envolvido em confusão dentro de uma casa noturna na cidade de São Paulo.

O crime

Seki algemou e matou Paola na Rua Sete de Abril, após uma discussão entre o casal. Várias pessoas testemunharam o crime e viram quando ele atirou contra a vítima e tentou se matar, atirando contra o próprio pescoço.

Notícia Relacionada:

Policial civil algema e mata namorada no Alto da XV; ele tentou se suicidar em seguida