Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

pescoço-11102013

Jovem alegou estar sob efeito das drogas. Foto: BH/Banda B

O jovem de 18 anos que degolou (corte no pescoço de um lado a outro) uma idosa durante um assalto a residência do bairro Jardim Botânico, em Curitiba, se apresentou na Delegacia de Furtos e Roubos (DRF) na manhã desta sexta-feira (11). Jean Carlos Teixeira da Silva disse na delegacia que a ‘consciência pesou’ e por isso, resolveu se entregar. Ele estava sozinho e foi colocado em uma cela na DFR. A mulher tem 90 anos e se fingiu de morta até o agressor deixar a casa dela. Apesar da gravidade do ferimento, a vítima sobreviveu e permanece internada no Hospital Cajuru.

O jovem disse que estava sob efeito de droga quando invadiu a residência da idosa, na última sexta-feira (4). De acordo com a polícia, a vítima mora com uma cuidadora que havia saído para ir a uma panificadora. Silva entrou no local para roubar e fez um corte no pescoço da idosa. Ele conseguiu escapar pelo portão carregando um botijão de gás.

Silva, no depoimento aos policiais, disse que depois de passar o efeito da droga,  teve uma crise de consciência. “Pensei na minha mãe, pensei na minha vó”, disse ele. O jovem mora com a família e tem dependência química há anos, segundo ele.

No entanto, investigadores disseram que já tinham o identificado e estava de campana no suspeito. Silva pode ter ficado sabendo da procura e resolveu se entregar. Ele ficará detido na Delegacia de Furtos e Roubos (DFR).