Foto: Agência Brasil

 

Um crime de feminicídio, que vitimou Caroline da Silva Oliveira, 16 anos, em dezembro de 2017, foi elucidado na última quarta-feira (17) pela equipe de investigação do 6º Distrito Policial (DP) de Londrina, com o apoio da Delegacia do Adolescente do município. Dois jovens, de 20 e 23 anos, foram presos, no bairro Tamarana, e um adolescente de 16 anos foi apreendido, no mesmo bairro.

O rapaz de 23 anos, ex-namorado da vítima, é suspeito pela autoria do crime. Segundo informações levantadas pela equipe policial, o suspeito e Caroline moravam juntos há quatro anos, e ele não teria aceitado o fim do relacionamento, que havia acontecido recentemente quando a vítima voltou para a casa dos pais.

O crime aconteceu no dia 31 de dezembro de 2017, também no bairro Tamarana. Na ocasião, o suspeito foi até o local onde Caroline estava e durante uma discussão atirou na nuca da garota. O rapaz estava acompanhado de outras pessoas que testemunharam o crime.

A arma utilizada para atirar na vítima, foi uma garrucha de calibre 32, e foi localizada na residência de um amigo do suspeito, o jovem, de 20 anos, preso na ação, no mesmo bairro em que ocorreram os fatos. Ao ser questionado pela polícia, alega que desconhece o fato.

Já o suspeito de ter atirado na vítima, nega o crime. Em depoimento relata que não atirou contra a vítima, mas falou que o fato aconteceu por desavenças com os familiares da vítima.

O adolescente apreendido na ação, é irmão do suspeito (ex-namorado da vítima) que também é suspeito de participar do crime junto do rapaz de 23 anos.

Diante dos fatos, o rapaz de 23 anos foi autuado por crime de feminicídio. Já o seu amigo, que foi encontrado com a arma utilizada no crime, responderá por posse irregular de arma de fogo. Ambos foram encaminhados ao Centro de Triagem (CT) de Londrina, onde permanecem presos.

O adolescente foi encaminhado ao Centro de Socioeducação (Cense) de Londrina, onde encontra-se à disposição da Vara da Infância e Juventude para a tomada de medidas cabíveis.