Uma jovem de 18 anos, mãe de dois filhos, foi assassinada com pelo menos dez tiros durante a noite deste sábado no bairro Cajuru, em Curitiba. Joice Isabela da Silva foi morta por ter se envolvido em uma discussão entre meninas durante uma festa. Segundo a Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH), ela teria falado mal da namorada do homem que a assassinou.

De acordo com o investigador Francisco Rafael, da DH, Joice estava na festa minutos antes do crime, que aconteceu ao lado da estação tubo Antônio Meirelles Sobrinho, na Rua Engenheiro Costa Barros, próximo ao Terminal do Capão da Imbuia. Segundo Rafael, foi um crime covarde e por motivo banal.

“Aconteceu uma discussão, na qual ela tinha falado de uma moça e o namorado dela foi tirar satisfação na estação tubo e atirou com pistola depois de uma discussão mais ríspida. Este assassino disparou mais de dez tiros com muita raiva. Foi uma covardia que chocou a população do bairro”, contou à Banda B o investigador.

Para o policial, a autoria é conhecida, embora as testemunhas estivessem com medo de denunciar. “Esta festa tinha várias pessoas jovens e adolescentes e a vítima parecia ser bem quista pelos familiares e vizinhos. Quem viu o que aconteceu pode denunciar anonimamente na DH, porque muitos têm medo de falar aqui no local do crime”, relatou.

O cobrador de ônibus presenciou o que aconteceu, mas procurou se proteger ao ver que a discussão terminou em tiroteio. “Estavam conversando em cinco e os colegas se afastaram. Ficaram só ele e ela e o assassino sacou a arma e disparou várias vezes. Na hora que escutei o segundo tiro sai correndo e me abaixei, para me proteger”, descreveu à Banda B.

O corpo da Joice foi recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML). A DH espera nas próximas horas prender o suspeito.