Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

Uma japonês especialista em artes marciais vem agindo na região central de Curitiba. Porém, ele não é um criminoso. O rapaz, que aparenta ter 30 anos, parece ser um super herói que não quer a fama, tal qual o Homem-Aranha nas ruas de Nova York. Na última segunda-feira (23), na Rua Doutor Faivre, o nipônico viu o furto a um carro e não se intimidou; com um golpe imobilizou o ladrão e o deixou de mão beijada para os policiais.

O herói misterioso parece não ter poderes sobrenaturais e também não quer se identificar. O delegado Rubens Recalcatti, do 1° Distrito Policial, (1°DP), para qual Gorgonio Rosa, de 40 anos, foi encaminhado, falou do caso à Banda B. “Este sujeito tinha quebrado o vidro de um carro e estava fugindo com uma mochila e uma sacola. Ao ver o que aconteceu este japonês não pensou duas vezes e foi para cima do ladrão”, contou Recalcatti.

A Polícia Militar foi acionada e levou Rosa ao 1° DP. O nipônico já havia desaparecido. Entre ladrões da região central a história do japonês bom de briga já causa aflição. Todos estão com medo.