Por Felipe Ribeiro e Juliano Cunha

Dois irmãos acusados pelo assassinato de Joel Quintino Machado se entregaram à Delegacia de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, e afirmaram que cometeram o crime para não morrer. Em entrevista à Banda B, o delegado Gil Rocha Tesseroli disse que Jackson Siqueira, de 18 anos, já tinha uma rixa antiga com a vítima e o crime foi resultado de uma briga de bar entre os envolvidos. O irmão de Jackson, Jonas Siqueira, também se entregou como co-autor do crime.

Foto: Jonas e Jackson (Foto: Juliano Cunha - Banda B)

Foto: Jonas e Jackson (Foto: Juliano Cunha – Banda B)

“Há alguns meses Jackson teria sido agredido por Joel devido a essa rixa e, nesse encontro de bar na Colônia Marcelino, decidiram tirar a limpo em uma briga de facas. Briga essa que todo mundo perdeu”, comentou.

O assassinato aconteceu no dia 23 de agosto. Segundo o delegado, ambos se entregaram após investigação que apontava para eles.  “Ainda não sabemos o motivo exato do crime, mas a princípio eles respondem em liberdade e estão sendo ouvidos”, concluiu.

Agora os dois irmãos ficam à disposição da justiça.