Rodrigo Guilherme
Presos baleados foram socorridos pelo Siate

Uma tentativa de fuga na Delegacia do Alto Maracanã, em Colombo, região metropolitana de Curitiba, terminou com três presos baleados. A confusão aconteceu na madrugada de hoje (16), por volta da meia noite e meia. Dois, dos baleados, estão em estado grave. Os disparos foram efetuados por policiais para evitar uma fuga em massa dos presos.

A confusão começou quando policial abriu a porta da carceragem para colocar alguns presos dentro da cela, que já abrigava 34 detentos. Neste momento, alguns detidos dominaram o policial e tomaram a arma dele. De acordo com depoimento dos policiais, um investigador – que conversou com a reportagem da Banda B, mas preferiu não gravar entrevista – entrou na ação e disparou um tiro contra a parede. Os presos não recuaram e, com a arma do policial, iniciaram uma série de disparos. O investigador reagiu e baleou três detentos.

O Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foi acionado para prestar socorro aos feridos. O soldado Pereira, do Corpo de Bombeiros, confirmou a versão da fuga. “Duas vítimas foram feridas no tórax e a outra no braço. Quando chegamos, os feridos estavam fora das celas aguardando o socorro. O que nos passaram é que eles tentaram fugir e os policiais conseguiram conter”, contou.

Os presos feridos foram identificados como Anderson Diego Santana, 26 anos, que foi encaminhado em estado grave ao Hospital Cajuru, em Curitiba. Alves Jonathan Cândido Maciel, 25 anos, com um tiro no braço, e Felipe Ribeiro Galvão, 18 anos, em estado grave foram encaminhados ao Hospital Evangélico, também em Curitiba.