(Foto: Cidadão em Ação)

 

O corpo de um homem de 50 anos, encontrado por moradores de Paranaguá por volta das 7h30 desta quinta-feira (15), ficou pelo menos seis horas no chão, próximo ao Aquário Municipal, na praça de eventos Mário Roque, até ser recolhido pelo Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o portal Cidadão em Ação, a demora aconteceu devido a um imbróglio entre as autoridades competentes, já que os peritos constataram que não houve morte violenta, mas sim natural. Segundo informações da polícia, o homem era natural de Guarapuava e, de acordo com a última atualização, morou no bairro Juvevê, em Curitiba. Ele não possuía antecedentes criminais.

Como não havia nenhum familiar no local, a assistência social do município foi acionada, após a Polícia Militar e a Guarda Municipal atenderem a ocorrência. Até as 13h, no entanto, a prefeitura não havia tomado nenhuma atitude em relação ao caso. Por volta das 13h15, o IML voltou ao local e recolheu o corpo.

Sobre a situação, a Banda B tentou entrar em contato com a assessoria de imprensa da administração municipal, mas as ligações não foram atendidas.