Por Luiz Henrique de Oliveira e Djalma Malaquias

Guaraci foi morto a tiros (Fotos: Djalma Malaquias/Banda B)

O vidraceiro Guaraci Laurindo Ferreira, de 48 anos, foi assassinado dentro do comércio que era proprietário na Rua Natal, no bairro Cajuru, em Curitiba. Um homem armado entrou na Art Vidros Paraná, passou-se por cliente, pediu um orçamento e sacou um revólver, atirando quatro vezes contra o comerciante.

DHPP investiga o caso

Guaraci não tinha inimigos na região e era trabalhador há anos no bairro. No local do crime, ninguém acreditava no que havia acontecido, especialmente por admirarem o vidraceiro.

“Eu estava na esquina e vi o cara correndo para dentro do carro. Cheguei a ouvir os tiros e encontrei ele já caído ali dentro. Todo mundo conhecia ele na vila e, é uma pessoa de bem, trabalhadora”, contou à Banda B um vizinho, que não quis se identificar.

O soldado J Santos, da Polícia Militar (PM), confirmou que não trata-se de um assalto. “Testemunhas falaram que o rapaz pediu o orçamento e logo disparou. Não foi um assalto e pode ser um caso de vingança. O carro usado foi um Renault Senic, que dá na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), e não tem alerta de furto ou roubo”, descreveu.

Como Guaraci não tinha problemas evidentes, ainda não há nenhuma hipótese para o crime. A Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso. O corpo de Guaraci, que havia sido pai há pouco meses, será recolhido ao Instituto Médico Legal de Curitiba (IML).