Neste final de semana dois casos de violência contra moradores de rua foram verificados em Curitiba. Em um deles, Daniel Gonçalves Ramos foi assassinado na Rua Cuiabá, no bairro Cajuru. O detalhe neste caso é que o autor do crime, Jeremias da Silva Cruz, de 25 anos, se apresentou espontaneamente no 6° Distrito Policial afirmando que matou Daniel porque obedeceu a vozes que ‘ouvia’ em sua cabeça.

Daniel foi morto com um golpe de pedrada na cabeça. Segundo o delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH), Daniel não fazia mal a ninguém e a violência foi gratuita. “Os moradores falaram que ele ficava ali sempre sem incomodar. Foi morto sem nenhum motivo”, afirmou.

Queimado

O outro caso de violência contra um morador de rua aconteceu no bairro Centro Cívico, no sábado (16), quando um morador de rua teve 90% do corpo queimado. Ele morreu no Hospital Evangélico durante a noite de domingo e seu corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML).