Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

Homem não tinha passagem pela polícia. Foto: DM/Banda B

Um homem de 33 anos que trocava produtos roubados e furtados de residências por drogas foi preso pela Polícia Civil nessa semana. Ele foi detido dentro de casa após investigação que apontava envolvimento com receptação e tráfico de drogas. Ele nega que seja negociador de produtos roubados e disse que embalava a droga porque devia a um traficante.

As investigações foram comandadas pelo delegado Rinaldo Ivanike, do 10º Distrito Policial, no bairro Sítio Cercado, e a prisão aconteceu na tarde de quarta-feira (22), no bairro Osternak. “Tivemos diversos boletins de furtos e roubos na área do 10º DP e a nossa equipe de investigação logrou êxito em achar esse elemento que aceitava produtos roubados, furtados em troca de maconha, cocaína, então, vários ladrões procuravam esse elemento para fazer essa troca. Era uma forma de incentivar os furtos e os roubos na região porque os drogados sabiam onde trocar”, descreveu, em entrevista coletiva à imprensa.

Na prisão, os policiais encontraram um quilo de maconha, cocaína, uma balança de precisão e uma nota falsa de R$100. Três aparelhos celulares e uma televisão de 46 polegadas sem nota fiscal também foram apreendidos no local.

O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e moeda falsa. Posteriormente também poderá ser indiciado por receptação, após averiguação dos produtos apreendidos na ação. O suspeito está preso no Setor de Carceragem Temporária do 10º DP à disposição da Justiça e nega o crime. A versão dele é que, por causa de uma dívida, foi obrigado a embalar a droga a outra traficante da região.