Por Luiz Henrique de Oliveira e Antônio Nascimento

Anderson Toclaski Porciliano, de 38 anos, foi condenado nesta quarta-feira (31) a nove anos de prisão por um homicídio que cometeu em dezembro de 2012, no bairro Santa Felicidade, em Curitiba. Anderson matou a facadas o pintor Emerson de Miranda, após uma discussão em uma festa de fim de ano.

preso

Anderson foi condenado a nove anos de prisão (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

“Os dois se envolveram em uma briga na véspera de Ano Novo e no meio deste conflito surgiu uma faca. O Anderson deu um único golpe no peito, que tirou a vida da vítima”, contou à Banda B o delegado Fábio Amaro, chefe da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Após cometer o crime, Anderson esperou o período de flagrante e se apresentou. “Ele respondia em liberdade desde 2012. Confessou o crime e agora foi submetido ao Júri Popular, sendo condenado a uma pena em regime fechado de nove anos. É importante trazermos resultados à população, mostrar que os casos não ficam esquecidos e têm um desfecho”, concluiu Amaro.

O suspeito está detido na carceragem da DHPP, à disposição da Justiça. Na sequência, ele será levado ao sistema prisional.