Do Portal UOL

A polícia ainda não identificou o homem que morreu neste sábado à tarde (14) em Mato Grosso do Sul prensado por meia tonelada de maconha que transportava no carro, uma Tucson com placa de São Paulo. O desconhecido escapou de um cerco policial e, por cinco km, foi perseguido pela PRF (Polícia Rodoviária Federal) até bater numa árvore.

maconhaMS-150913-bandab

Foto: Divulgação

O boletim da PRF informou que o motorista seguia pela BR-267, estrada que atravessa Mato Grosso do Sul e segue para São Paulo. Na barreira policial, o homem acelerou o carro quando avisado para parar e fugiu por uma estrada vicinal, que dá acesso a um assentamento do Incra, já na cidade de Bataguassu, perto da divisa com São Paulo.

Os policiais disseram que durante a perseguição o condutor da Tucson derrubou cercas e, perto de uma igreja, chocou-se numa árvore. A droga estava separada em tabletes e na parte de trás do carro. Com a batida, a maconha se desprendeu e avançou sobre o banco do motorista, matando-o ali no local.

Os agentes acreditam que a droga transportada era trazida do Paraguai e seria levada para alguma cidade de São Paulo. Tráfico de entorpecentes no Brasil pode gerar pena que varia de cinco a 15 anos de prisão em regime fechado.