Por Luiz Henrique de Oliveira

Um homem de 27 anos, identificado como Valdemir Junior, foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM), na noite deste domingo (3), na Rua Dulcídio Ananias Pinto, em São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. Ele foi autuado em flagrante por falsidade ideológica, desacato e racismo. Valdemir disse ser major da PM e fez ofensas racistas aos policiais que atenderam a ocorrência

De acordo com o tenente Cazon, da PM, o suspeito estava com um carro na calçada ouvindo som alto. “Uma viatura foi chamada pelos vizinhos e os policiais pediram para ele diminuir o volume. Em um primeiro momento, ele obedeceu, só que os policiais tiveram que voltar de novo. Nesta segunda ida, o rapaz, que estava embriagado, afirmou que era um major da PM e pediu para falar com um superior dos policiais, quando então eu fui chamado, porque era o responsável da área”, descreveu à Banda B.

O tenente explicou que ao chegar no local o suspeito mudou a história e disse ser, na verdade, amigo de um major. “Ele me chamou de Zé Ruela e antes tinha oferecido uma banana e chamado um policial moreno de macaco. O rapaz tinha 27 anos e jamais com essa idade seria um major, na verdade nem sequer conhecia um. Foi detido e terá que se explicar”, afirmou.

Para finalizar, o tenente comentou a preparação dos policiais que atenderam a ocorrência, uma vez que o procedimento tomado foi o correto. “Mesmo com toda a ofensa, o policial se mostrou preparado e não reagiu, deixando que agora à Justiça decida o que fazer. Foi uma situação muito complicada para ele”, concluiu.

Valdemir está detido na Delegacia de São José dos Pinhais.