Uma idosa de 78 anos morreu na tarde de quinta-feira (14), em Ourizona (a 36km de Maringá), supostamente após ser espancada e abusada sexualmente pelo filho adotivo de 37 anos. O acusado está preso na Delegacia de Mandaguaçu e, segundo a polícia, ele confessou que mantinha relações sexuais com a mãe nos últimos três anos.

Leia a reportagem completa no Portal O Diário, clicando aqui.