Por Luiz Henrique de Oliveira

Policiais da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH) já sabem que matou, na madrugada do último sábado (5), Shallony Anderson Chaves, de 21 anos, em um posto de combustíveis na Rua das Carmelitas, no bairro Boqueirão, em Curitiba. Everton João Borges, de 27 anos, confessou o crime e disse ter sido motivado por uma traição, já que a vítima estava tendo um caso com a sua esposa.

De acordo com o delegado Fábio Amaro, da DH, Shallony e Everton eram amigos antes da traição. “Os dois discutiram no pátio do posto e em seguida o Everton voltou com uma pistola e matou o amante da esposa. Nós identificamos o autor e ele se apresentou hoje para evitar a prisão. Agora, por possuir bons antecedentes e ter passado o período de flagrante, vai responder em liberdade”, explicou o delegado.

Apesar de aguardar em liberdade, o suspeito será indiciado e se condenado pegará uma pena que vai até 30 anos de prisão. “Detalhe é que marido e mulher fizeram as pazes e continuam morando juntos”, concluiu Amaro.