Por Luiz Henrique de Oliveira

O haitiano Emanes Saint Louis, de 22 anos, pode ter sido executado na madrugada de domingo em uma casa na Vila Operária, em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba, por ter mexido com a ex-mulher do homem com quem dividia casa. Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (23) o superintendente Job de Freitas, de Campo Largo, afirmou que não há dúvidas que o crime teve motivação sexual, até pelo pênis da vítima ter sido colocado em sua boca depois de ser cortado.

haitianodenovo

Emanes teria mexido com ex-mulher de companheiro de casa (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

“Pela forma que ele foi executado aconteceu isto mesmo. A principal suspeita é com relação a este rapaz que morava com o haitiano, que é alguém com passagens pela polícia. A ex-mulher dele ia frequentamente na casa e a vítima pode ter mexido ou tido um envolvimento com ela. O detalhe é que tanto este sujeito que morava na casa quanto a possível pivô do crime estão desaparecidos”, contou Job.

Segundo o superintendente, mais de uma pessoa participou da execução brutal. “O Emanes era um rapaz alto e forte e estava com as mãos amarradas. Além disto teve o pênis decepado de uma forma em que pelo menos mais duas pessoas estavam lá na hora. Consideramos praticamente uma bronca morta, com o autor identificado”, concluiu.

Haitianos amigos da vítima estão sendo ouvidos e nos próximos dias medidas como decretação de prisões, entre outras coisas, devem ser tomadas.

Notícia Relacionada:

Haitiano é executado na RMC e assassino o deixa com algo indesejado na boca