Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

Quem passou pelo Centro de Curitiba na noite deste domingo (8) percebeu uma movimentação intensa entre socorristas e a policiais. Um guardador de carros com cerca de 30 anos foi morto a facadas. Ele foi atendido por socorristas, mas já estava morto. O autor dos golpes não foi encontrado. Embora o crime tenha acontecido no centro , ninguém viu o possível assassino.

Identificado apenas como Mário, o corpo dele foi encontrado por volta das 21h50 na rua Coronel Menna Barreto Monclaro quase esquina com a Des. Mota. O soldado Zapizalca do 12º Batalhão de Polícia Militar relatou à Banda B que poucas informações foram dadas no local.

“O indivíduo foi atingido por arma branca e pau. A área mais ferida é a cabeça mesmo. Não sabemos mais informações porque não tinha muita testemunha no local”, disse.

O corpo do guardador de carros foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) e aguarda o reconhecimento da família para que as investigações sigam. O caso está com a Delegacia de Homicídios (DH).

IML

O boletim oficial do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba registrou 31 mortes violentas neste fim de semana. Das 18 horas de sexta-feira (6) até as 6 horas de hoje (9), 17 pessoas foram assassinadas, seis foram vítimas do trânsito, duas por queda, dois suicídios, dois casos a esclarecer, uma queimadura e um afogamento.

Região metropolitana

Um jovem de 24 anos que estava desaparecido há 16 dias foi encontrado morto às margens da Rodovia da Uva, em Colombo, na região metropolitana de Curitiba. Leonardo de Almeida foi encontrado na noite deste domingo (8) em um matagal. O perito Edmar Cunico, do Instituto de Criminalística, informou à Banda B que o corpo do jovem foi levado até lá. “Ele já estava desaparecido e o corpo bate com o estado de putrefação. Ele foi morto com pancadas que originou em fraturas do crânio do lado direita, que apodreceu primeiro”. Também, de acordo com o perito, o jovem estava com as roupas desalinhadas, o que pode indicar que ele foi carregado. Policiais de Colombo vão investigar o caso.

Moradores da zona rural de Rio Branco do Sul levaram um susto na manhã deste domingo (9). Eles encontraram o corpo de um homem na represa Santa Cruz. O soldado Anderson da Polícia Militar contou que a vítima pode ter morrido por espancamento. “Ele estava sem documentos, mas com muitas lesões na cabeça. Ele estava com a calça e com a cueca arriada”, disse.