A mãe do segurança Alessandro Padial de Souza, 20 anos, está sem notícias do filho desde segunda-feira (18) quando ele foi arrancado de casa por seis pessoas fortemente armadas. A família mora no Conjunto Boa Esperança I, no bairro Tatuquara, em Curitiba. Os homens, segundo a mãe do jovem, se identificaram como policiais. “O filho pode ser de tudo, mas é um pedaço da gente”, chora a mãe.

Segundo a mãe Adriana Padial, o rapaz dormia quando o grupo formado por cinco homens e uma mulher, chegou dizendo que o levariam para uma audiência.

“Eles falaram que tinham uma intimação da juíza para meu filho. Eles disseram que a juíza ia abonar as coisas que meu filho tinha feito quando era menor de idade e que a partir daqui era por conta dele”, disse a mãe de Alessandro.

Desde então ele desapareceu. Preocupada e buscando informações sobre o filho, Adriana foi em várias delegacias e apenas foi informada que o filho não estava preso. “Ninguém sabe de nada. Meu filho não está preso e não tinha mandado de prisão nenhum pra ele”, contou a mãe.

Ela já espera por notícias ruins. “Único dinheiro que eu tinha R$ 3 eu dei pro meu filho voltar. Imagina uma mãe não saber onde o filho está. Se está morto, se está vivo. Alguém me diz onde meu filho está, por favor,”, suplica Adriana.

O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Curitiba.