Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

Uma garota de programa de 30 anos foi encontrada morta em um terreno baldio no bairro Parolin, em Curitiba, no fim da tarde desta quinta-feira (5). A vítima ainda está sem identificação oficial, mas a Polícia Militar (PM) foi informada no local que a garota teria vindo de Londrina. Ela não tem marcas de disparos de arma de fogo, mas há sinais de violência sexual.

Moradores da região acionaram a polícia ao encontrar o corpo da mulher em um terreno baldio na rua Acácio Correa. Ela estava seminua e, ao lado do corpo, tinha um vibrador, vários preservativos e outros objetos. Vários moradores foram até o local acompanhar o trabalho da polícia e afirmaram ter conhecido a mulher, que teria vindo para Curitiba há pouco tempo e sobrevivia com programas e encontros íntimos. A polícia confirmou a informação.

O Instituto da Polícia Científica esteve no local. Investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) afirmaram que a vítima tinha sinais de violência sexual. No entanto, somente exames complementares no Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba vão indicar a causa da morte. A Polícia Civil (PC) investiga o caso.