Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

AUDIO – MULHER ATROPELA CINCO

mulherqueatropelou09092013

Adriane disse que foi zombada no bailão (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

A garçonete Adriane Gonzales de Oliveira, de 41 anos, pagou fiança de R$ 2 mil e foi liberada, depois de, na madrugada de domingo (8), ter atropelado cinco pessoas em frente ao bailão Catarina, em Pinhais, na região metropolitana de Curitiba. A mulher afirmou à Banda B que cometeu o ato após ter sido vítima de um ‘bullyng’: “Eles ficaram jogando minha bolsa de um lado para o outro. Eu fui zombada”, disse quando foi presa, na manhã de ontem. (Ouça a entrevista dela no ícone de áudio)

Segundo a Polícia Militar (PM), Adriane se recusou a fazer o teste de bafômetro e aparentava sinais de embriaguez. “Nós tivemos que tirá-la do local, porque a população estava tentando agredi-la. A moça estava transtornada e alegava que tinha sido assaltada”, contou à Banda B o cabo Telles, da Polícia Rodoviária Estadual, que participou da prisão da garçonete.

Em entrevista à Banda B nesta segunda-feira (9) o delegado Fábio Amaro, da Delegacia de Pinhais, explicou quais os procedimentos a serem tomados no caso. “Somos obrigados a arbitrar fiança para este crime e ela vai responder ao processo em liberdade, já que pagou o valor. As pessoas que ela atropelou não correm risco de morte. A Adriane vai responder por cinco lesões corporais, embriaguez ao volante e direção sem Carteira Nacional de Habilitação (CNH)”, contou.

As vítimas que a moça atropelou já receberam alta do Hospital Cajuru e do Trabalhador.

Notícia Relacionada:

Garçonete atropela cinco em bailão de Pinhais e diz ter sido vítima de “bullying”