Agência do Santander foi alvo na manhã de hoje (4). Foto: FB/Banda B

 

Porta quebrada pelos policiais para entrar na agência. Foto: FB/Banda B

Criminosos fizeram um buraco na parede da agência bancária do Santander, no bairro Alto da XV, em Curitiba, no início da manhã deste domingo (4), para conseguir ter acesso ao loca do cofre. A fumaça de proteção invadiu o local e obrigou os bandidos a deixar a agência, sem levar nada.

O banco fica na rua Itupava e o grupo precisou invadir um estabelecimento ao lado para conseguir acessar a agência pelos fundos. Moradores vizinhos notaram a ação e acionaram a polícia.

Embora tenham camuflado os sensores com papel, o alarme soou e os bandidos fugiram sem levar nada. “Eles entraram pelos fundos, passaram por cima de um telhado, um muro baixo, acessaram a casa ao lado e fizeram um buraco na parede, com um metro de diâmetro. Conseguiram entrar na agência, foram até a sala do cofre, mas fugiram, parece que a fumaça foi acionada e isso fez com eles fossem embora”, descreveu o perito Edimar Cunico, do Instituto de Criminalística.

A Polícia Militar (PM) chegou ao local e precisou quebrar a porta pra acessar a agência. Lá dentro, apenas uma garrafa com água foi encontrada. “Eles conseguiram levar os equipamentos, maçarico e tudo mais, só deixaram mesmo a garrafa com água que eles usam para refrigerar”, finalizou o perito.

Imagens de câmeras de segurança flagraram a chegada dos criminosos e serão úteis na investigações. De acordo com o esquema de segurança do banco, a fumaça é, na verdade, uma névoa formada por partículas de glicol, substância inofensiva para os seres humanos, mas que, em oito segundos, a visibilidade no ambiente passa a ser praticamente zero.