Por Elizangela Jubanski com Polícia Federal

correio-14092013

Na casa do funcionário polícia encontrou diversos produtos que seriam de correspondências. Foto: PF

Um funcionário dos Correios foi preso em flagrante pela Polícia Federal em Curitiba na tarde deste sábado (14). Ele é acusado de desviar e violar correspondências. Com ele, a polícia encontrou celulares, aparelhos eletrônicos, máquinas fotográficas, aparelhos de wi-fi, relógios, entre outros.

A prisão aconteceu depois de uma investigações de policiais federais por meio de diversos inquéritos e pelo Setor de Segurança Operacional dos Correios. Eles conseguiram identificar que um funcionário abria as correspondências e consumia com os objetos.

O funcionário foi entrevistado por um setor especial da empresa e depois pela PF. Além das mercadorias encontradas pelo Setor de Seguranças dos Correios, policiais localizaram no interior de veículo dele uma mochila com diversos objetos (correspondências, selos, cartões de crédito, relógios, dentre outros), supostamente furtados do seu local de trabalho.

A partir dessa suspeita, os policiais levaram o suspeito até a cidade de Colombo, na residência dele, onde foi localizada grande quantidade de outros objetos, como projetor e aparelhos eletrônicos, muitos deles provenientes do exterior.

O preso foi conduzido à Superintendência de Polícia Federal, em Curitiba, para a lavratura do Auto de Prisão em Flagrante, como incurso nas penas do artigo 312, Caput, do Código Penal Brasileiro.