A três dias do outono, o final de semana com temperaturas baixas em Curitiba e região metropolitana reduziu o número de mortes violentas. O balanço oficial do Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba registrou que entre as 18 horas de sexta-feira (15) até as 6 horas de hoje (18) dezessete pessoas morreram de forma violenta. Na semana passada, o número alcançou 27 casos.

Deste total de 17 pessoas, onze foram assassinados, três sofreram quedas e pessoas três morreram vítimas do trânsito.

Hoje

Um jovem de 18 anos foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (18) em São José dos Pinhais, região metropolitana de Curitiba. O corpo de Rodolfo dos Santos Cardoso foi encontrado na Vila Iná, entre a rua Darci Ribeiro e a rua Tavares de Lira. Um segurança de uma empresa próxima ouviu os disparos. Ao lado da vítima, a Polícia Científica encontrou 11 cápsula de 9 mm. De acordo com informações preliminares, o garoto não tem passagem pela polícia.

Punk

Entre as mortes do final de semana, o punk César Roberto, o “Lagarto”, de 20 anos, foi assassinado a golpe de faca no pescoço durante a madrugada de domingo (17) no Centro de Curitiba por um grupo de skinheads. Ele era filho de um policial civil aposentado. O caso aconteceu em frente a um bar na Rua Trajano Reis.

Execução

Em casa, o pedreiro Anuar Willians de Melo, de 29 anos, suspeito de tráfico de drogas, foi assassinado enquanto tomava banho na noite deste sábado (16) em Campo Largo, região metropolitana de Curitiba. O fato aconteceu na casa em que a vítima morava, na Rua Rubens Braga, na Vila São Marcos.