Por Luiz Henrique de Oliveira e Bruno Henrique

CARROOOOO

No local da ocorrência (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

Na última quarta-feira, dia 3 de julho, a família do metalúrgico Valdecir Euclides Viera, de 47 anos, encontrado morto neste domingo (7) dentro de um carro no Terminal do Boqueirão, em Curitiba, havia registrado um Boletim de Ocorrência (BO) contra ele.  Neste mesmo dia, Valdecir parou o Fiat Siena vermelho no terminal e de lá não mais saiu. A informação foi passada à Banda B, nesta segunda-feira (8), pelo delegado Rubens Recalcatti, da Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH).

“No dia 3 foi feito o BO no Nucria (Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente) por supostos abusos cometidos contra uma criança da família. No mesmo dia, o metalúrgico parou no terminal e morreu, sendo descoberto isto apenas no domingo. É uma informação relevante e que precisa ser investigada mais a fundo”, contou o delegado.

De acordo com Recalcatti, será difícil precisar o que causou a morte do metalúrgico. “O corpo estava em um avançado estado de decomposição. Vamos precisar de exames minuciosos no Instituto Médico Legal (IML) para descobrir o que aconteceu”, concluiu.

Notícias Relacionadas

Usuários sentem mau cheiro e encontram metalúrgico morto dentro de carro há quatro dias