O almoço de confraternização em família no Dia Mundial da Paz virou tragédia na tarde desta terça-feira (1º) em Campo Magro, na região metropolitana de Curitiba. Joaquim Lara de Santana, 63 anos, foi assassinado com um golpe de um objeto perfurante que atingiu o olho do idoso. O sobrinho dele é apontado por familiares como autor do crime.

O assassinato foi descoberto quando parentes da vítima chegaram na casa da vítima, em uma chácara onde ele morava no Jardim Bom Pastor, para o primeiro almoço do ano que seria feito em família. De acordo com o soldado Rocha, do 22° Batalhão de Polícia Militar, disputa por terras seria o motivo da briga que terminou em assassinato.

“A família acredita que é ele porque o garoto desapareceu até agora. Ele tem mais de 20 anos e os parentes disseram que o motivo seria disputa por terras”, disse. O crime pode ter sido cometido por uma faca ou por uma chave de fenda, de acordo com o perito do Instituto de Criminalística. O corpo do idoso foi encontrado ao lado da porta da cozinha e nada da residência foi levado. O crime está sendo investigado pela Delegacia de Campo Magro.