catve.tv
A menina não tem marcas de agressões

O corpo da criança de apenas 11 meses está no IML (Instituto Médico Legal) de Cascavel. O exame de necropsia será realizado para confirmar se houve abuso sexual.A menina não tem marcas superficiais de agressão, mas os maus tratos são evidentes. Em toda a pele há sinais de descuido.A mãe, Antonieta Generoso acusou o marido, Jocelito Fernandes, pai da menina, pela morte. O suspeito se apresentou na manhã de hoje (6) na delegacia de Nova Laranjeiras e negou o crime. Ele se diz inocente, falou que a filha era bastante doente, mas não soube dizer o que aconteceu. Após prestar depoimento foi solto.De acordo com informações da delegacia, não há flagrante e a prisão só será pedida caso o exame comprove o estupro.A violência sexual teria ocorrido na aldeia Rio das Cobras, em Nova Laranjeiras na noite de ontem (5).O tio da menina, e irmão do acusado, Jocemar Fernandes contou que o casal brigava bastante e não cuidava da única filha.O indígena contou ainda que por causa do alcoolismo e das agressões constantes o suspeito esteve preso dentro da aldeia.

Independente das investigações o suspeito sofrerá as penalidades aplicadas pelo cacique do povoado.

Clique aqui e veja fotos do suspeito.