A Delegacia de Furtos e Roubos apresenta na tarde desta quarta-feira (20) o ex-marido da empresária Bernadete Dolores Dulla Zella, de 43 anos, dona da Confeitaria Maggiore, no bairro Mercês, em Curitiba. Segundo uma fonte da Rádio Banda B ligada à Secretaria de Segurança Pública do Paraná, foi o ex-marido quem matou a empresária, no último domingo (17). As motivações do crime seriam financeira e passional. O acusado é domador de cavalo e foi preso em Siqueira Campos, norte do Paraná.

Reprodução RPCTV
Bernadete deixa uma filha de seis anos

Bernadete foi encontrada morta com um tiro na nuca na manhã da segunda-feira (18) em uma estrada rural da região metropolitana. Ela havia sido sequestrada na tarde anterior enquanto trabalhava na confeitaria, pelo ex-marido e mais um comparsa.

Com o suspeito, a polícia encontrou a arma e a camisa amarela usada durante o crime (conforme é possível ver no vídeo no youtube abaixo). De acordo com a fonte, foi ele quem atirou, já que o comparsa não teria tido coragem de cometer o crime. Durante o sequestro, o acusado ainda teria algemado e trancado a própria filha de seis anos em um cômodo da panificadora. Nas últimas semanas, a empresária teria registrado pelo menos doze Boletins de Ocorrências(BOs) contra o assassino.

Em entrevista exclusiva àBanda Bna manhã desta quarta-feira (20), o delegado Amarildo Antunes, da DFR, já adiantava, ainda sem entrar em detalhes, que duas pessoas já estavam presas e que as motivações do crime seriam surpreendentes. “O crime foi solucionado e a motivação vai surpreender as pessoas”, afirmou.

Assista ao vídeo abaixo. Segundo a fonte, o ex-marido estava de camisa amarela: