Por Elizangela Jubanski e Bruno Henrique

O ex comandante-geral da Polícia Militar, coronel Roberson Luiz Bondaruk, informou que o seu afastamento ocorreu de forma natural. A coletiva aconteceu na manhã desta segunda-feira (14) no Quartel do Comando Geral. Segundo ele, a Polícia Militar mantém um padrão de trocas de comando no período de dois anos. Ainda, apenas um comandante teria excedido esse período., fato ocorrido nos anos 90.

Bonadruk aproveitou para confirmar o problema de saúde que teve recentemente, mas disse que isso não interferiria no seu comando junto à PM. “Estou totalmente recuperado e isso não ia atrapalhar meu desempenho. Deixo o comando esse mês pelo padrão que a Polícia Militar tem”, disse.

Segundo ele, sua saída acontece neste mês para que o novo comandante César Vinícius Kogut inicie as primeiras etapas da Operação Verão 2013/2014. “Vou poder olhar mais por minha família e estar mais presente. Há tempos não pego férias. Gosto de escrever e vou me dedicar a isso”, ressalta o ex-comandante.

Dados

Na oportunidade, a Polícia Militar (PM) divulgou dados sobre a redução da criminalidade e, todo o Paraná. Hou um decréscimo de 20% nos homicídios, de 2,92% nos roubos e de 2,41% nos furtos. “Meu objetivo sempre foi colocar policiais nas ruas, fazer abordagens e exaltar o trabalho deles”, disse o ex-comandante.

A PM evidencia que a redução dos crimes é reflexo da implantação das Unidades Paraná Seguro (UPS). Ao todo, são dez UPS e, apenas na Cidade Industrial, cinco foram inauguradas – por ser o bairro com a maior concentração de habitantes.

Dados da Pm apontam que bairros onde têm a UPS (Uberaba, Parolin, Caiuá, Nossa Senhora da Luz, Vila Verde, Vila Sabará, Vila Osternack, Vila Sandra, Vila Ludocvica, e Vila Trindade) houve 37% de redução no índice de mortes violentas, 19% de roubo e 22% de furto.