Por Elizangela Jubanski e Djalma Malaquias

prefeito

Loir foi levado para um hospital maior, em Jaraguá do Sul. Foto: Reprodução

O estado de saúde do prefeito eleito de Piên, Loir Dreveck (PMDB), baleado na cabeça na manhã desta quarta-feira (14), é gravíssimo. Ele foi transferido para o Hospital de Jaraguá do Sul, em Santa Catarina, onde passou por uma cirurgia. O motociclista que efetuou os disparos ainda não foi localizado, mas a moto usada no atentado foi abandonada na localidade de Campina dos Maia, no interior de Piên. A Polícia Civil informou que o veículo passaria por uma perícia.

De acordo com o assessor da prefeitura, Douglas Lietz, o prefeito passou por uma cirurgia assim que deu entrada no hospital de Jaraguá. “Ontem, ele foi transferido, por volta das 16 horas, para o Hospital São José. Chegando lá, ele foi direto para uma cirurgia, mas o estado é muito grave. Foi uma surpresa para todos, um choque muito grande para a população. O Loir nunca teve encrenca com ninguém, uma pessoa da paz, da igreja, uma pessoa religiosa, não tinha atrito com ninguém, e por isso todos foram pegos de surpresa”, disse o assessor.

Uma caminhada na cidade de Piên está sendo marcada para o próximo domingo (18), às 15 horas. Moradores sairão do Portal da cidade até o santuário. “Estão todos consternados e muito tristes”, finalizou.

Atentado

O prefeito eleito foi baleado duas vezes na cabeça em um atentado na rodovia PR-281, que liga a cidade da região metropolitana de Curitiba a São Bento do Sul, em Santa Catarina. Ele foi socorrido em estado grave ao Hospital e Maternidade Sagrada Família, em São Bento.

Ele estava em um carro oficial da Prefeitura e seguia com a família – esposa e uma filha – e um motorista da administração municipal até SC para resolver problemas de documentação. Somente ele foi ferido.