Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

Uma jovem de 27 anos tentou encobrir que tinha sido baleada pelo marido na noite deste domingo (9), em Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. A esposa foi atingida por um disparo de revólver na mão, que transfixou, feriu o braço e se alojou no tórax. Com medo, ela contou para a Guarda Municipal que tinha sido assaltada, mas depois mudou a versão. O marido de 49 anos ligou informando que vai se apresentar após o flagrante, para se livrar da prisão.

A tentativa de homicídio aconteceu dentro de uma chácara, na Estrada da Ratada, próximo ao loteamento Gurski, onde o casal trabalha como caseiro. A GM foi acionada para comparecer até o Centro Médico Hospital e, em um primeiro momento, foi informada por ela que o crime tinha relação com assaltantes.

O guarda Fabiano disse à Banda B que familiares acabaram contando o que realmente tinha acontecido. “Inicialmente, ela nos contou que foi assaltada, reagiu e foi baleado. Mas, a equipe ouviu os parentes comentando que havia sido o marido dela que tinha atirado contra ela. Nossa equipe voltou até ela e disse que estava ali para ajudá-la. Então, ela confessou que tinha sido o marido, que estava alcoolizado e que atirou nela durante uma discussão”, descreveu.

Com a informações sobre o marido agressor, os guardas foram até a chácara onde o casal vive, mas não encontraram o homem. “Fomos até lá para tentar encontrá-lo, mas conversando com a dona da chácara soubemos que ele tinha fugido, após um disparo, e deixado uma sacola com a arma, quatro projéteis intacto e um deflagrado”, contou.

Enquanto a equipe estava na chácara colhendo outras informações, a dona do local recebeu uma ligação do suspeito, afirmando já ter contratado um advogado e que iria se apresentar em três dias. “Ele disse que ia esperar o flagrante”, finalizou.

A família não soube dizer que as discussão eram constantes ou qual seria a motivação da briga. A jovem passou por uma cirurgia de emergência para a retirada do projétil e passa bem. A Delegacia de Polícia de Campo Largo investiga o caso.