Da Redação com Polícia Civil

Dois jovens suspeitos pelo assalto de uma residência do bairro Mercês, em Curitiba, foram presos em flagrante. De acordo com informações divulgadas pela Polícia Civil nesta terça-feira (13), a dupla foi presa próximo ao Terminal do Pinheirinho na tarde da última sexta-feira (9). No momento da abordagem os jovens de 18 anos e 19 anos, estavam em posse de um revólver de calibre 38.

O outro detido não foi apresentado pela polícia (Foto: Antônio Nascimento - Banda B)

O outro detido não foi apresentado pela polícia (Foto: Antônio Nascimento – Banda B)

A polícia recebeu uma denúncia anônima relatando que a dupla estaria armada nas imediações do terminal de ônibus e se deslocou até lá para apurar a situação. Ao chegar ao local, a equipe passou a monitorar os suspeitos e flagraram o momento em que um dos suspeitos passava uma arma de fogo para o outro, em seguida subiram numa motocicleta.

Diante do fato, os policiais realizaram a abordagem da motocicleta há poucos metros do terminal. O revólver de calibre 38 com numeração de série raspada e um celular roubado, foram apreendidos.

Em continuidade às investigações, a equipe chegou até a residência do condutor da motocicleta, no bairro Sítio Cercado, onde foi encontrado diversos aparelhos eletrônicos – entre tablets, máquina fotográfica, televisão e notebook – provenientes de roubos, além de uma porção de maconha. “Todos os objetos foram reconhecidos pelas vítimas dos roubos”, afirma do delegado operacional da Delegacia de Furtos e Roubos, André Gustavo Feltes.

Segundo informações policiais, o rapaz que estava repassando a arma para o condutor da motocicleta foi identificado como um dos autores do assalto ocorrido no mês de outubro e será indiciado por porte ilegal de arma de fogo com numeração de série suprimida. Já o outro não foi reconhecido até o momento, porém também responderá por porte ilegal de arma de fogo com numeração de série suprimida, receptação – em decorrência dos objetos encontrados em sua residência – e por tráfico de drogas.

De acordo com Feltes, o jovem que entregava o revólver para o outro já possuía registros criminais por receptação, além de já ter sido reconhecido em pelo menos outros dois roubos, que estão sendo investigados pela equipe.

O delegado ressalta que as diligências continuam no intuito de identificar demais autores envolvidos no roubo ocorrido no mês de outubro, na residência do bairro Mercês. “As imagens da câmera de segurança indicam a participação de pelo menos mais um homem e uma mulher na ação criminosa”, finaliza o delegado.