“Vendiam maconha como se estivessem na feira”, disse o investigador Carlos Henrique, da Delegacia de Homicídios de Curitiba, depois de prender dois homens acusados de tráfico. No final da tarde desta segunda-feira (4), a polícia foi avisada que na Praça Eufrásio Corrêa, ao lado da Câmara Municipal de Vereadores de Curitiba, dois jovens comercializavam drogas.

Depois de algum tempo em observação, os policiais prenderam Marco Antonio Vasconcellos, 32 anos e Wagner Santos do Carmo, de 22. Eles estavam com 85g de maconha e dinheiro trocado.

“Esta região é complicada e já sabemos que lá virou um submundo do crime. A gente foi interceptado por um pedestre durante um patrulhamento. Ficamos olhando uns 20 minutos e vimos toda a movimentação e comercialização da droga. Abordamos o rapaz de camiseta verde e o outro que estava um pouco mais distante”, conta o investigador. “A gente pensou que a venda acontecesse de maneira mais discreta, mas acontecia um verdadeiro ‘enxame’ de drogados ao redor dos traficantes”, descreve o investigador.

A dupla foi encaminhada ao 1° Distrito Policial para ser autuada em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico.