(Foto: Flávia Barros – Banda B)

 

Dois rapazes de 19 anos foram presos em flagrante, na tarde de quarta-feira (14), horas após cometerem um roubo a uma farmácia, no Centro de Araucária, na região metropolitana de Curitiba (RMC). A prisão foi realizada pela equipe de investigação da Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) da capital, no bairro Weissópolis, em Pinhais.

Segundo a polícia, o roubo aconteceu por volta das 11 horas da manhã. Na ocasião, os suspeitos entraram no local e roubaram o dinheiro do cofre e do caixa da farmácia, gerando um prejuízo de R$ 750. A ação criminosa durou menos de dois minutos.

O delegado-titular da especializada, Matheus Laiola, disse que a equipe chegou até os suspeitos por meio da análise de imagens de câmeras de segurança. “Após o roubo em Araucária, os policiais conseguiram localizar a dupla, vestida com as mesmas roupas utilizadas no assalto. Além disso, os dois foram reconhecidos, sem sombra de dúvidas, pelas vítimas”, completou.

Laiola ressaltou que a dupla já estava sendo investigada por uma série de roubos a farmácias ocorridos na Grande Curitiba. “Um deles, inclusive, já teria cometido o crime contra o mesmo estabelecimento no dia 30 de janeiro deste ano, quando foram levados cerca de R$ 2 mil em dinheiro. O suspeito também já foi reconhecido em um assalto a uma farmácia situada na Avenida Água Verde, que aconteceu um dia antes da prisão, no dia 13 de fevereiro”, contou.

Na delegacia, os suspeitos permaneceram calados e decidiram falar somente em juízo. “As investigações prosseguem com o intuito de apurar a participação de ambos em demais assaltos ocorridos em Curitiba e região”, finalizou Laiola.

Ambos têm passagem policial, por uso de substância entorpecente e por roubo. Quando menor, um deles já havia sido apreendido por ato infracional análogo ao tráfico de drogas. A dupla foi autuada em flagrante por roubo e permanece detida à disposição da Justiça.

Assista abaixo ao vídeo divulgado pela Polícia Civil que mostra a ação dos bandidos. O primeiro roubo aconteceu no dia 13, em uma farmácia da Avenida Água Verde. O segundo é o ocorrido em Araucária, no dia da prisão: