Duas mulheres foram assassinadas em Curitiba durante a madrugada deste domingo (17). O primeiro caso aconteceu na Vila Verde, na Cidade Industrial de Curitiba, e o segundo no bairro Santa Cândida. A Delegacia de Homicídios (DH) investiga os casos.

Durante uma festa

Bruna de Souza, de 18 anos, foi assassinada com duas facadas durante uma festa na Vila Verde, na Cidade Industrial de Curitiba. Segundo o delegado Rubens Recalcatti, da DH, apesar do local estar cheio no momento do fato, ninguém quis passar informações aos investigadores.

“Ali na Vila Verde é uma região com muita gente boa, mas muita gente ruim também. Ontem eles fecharam uma rua e fizeram esta festa. Durante o evento a Bruna foi assassinada, o que chama a atenção é que apesar de muita gente estar lá ninguém quis falar nada, talvez por medo”, apontou o delegado.

Para Recalcatti, é cedo para traçar uma linha de investigação. “Pode ser um crime passional, uma briga que tenha acontecido na festa, fica difícil precisar em meio à falta de informações”, ponderou.

Carona mortal

O segundo caso investigado pela DH é a morte de Juliana de Jesus Paranhos, de 23 anos. Ela é moradora de Colombo, região metropolitana de Curitiba, e foi encontrada assassinada com dois tiros no bairro Santa Cândida, na capital.

Segundo Recalcatti, durante a tarde de sábado ela pegou carona com um motoboy e não foi mais vista. “A família começou a procurar ela e encontrou na madrugada de domingo já morta no Santa Cândida”, iniciou.

“Agora procuramos por este motoboy, que não foi encontrado. Não sabemos se ele fugiu para não morrer ou se tem ligação com o crime. É cedo até mesmo para pensar em uma linha de investigação”, complementou o delegado.

Assassinato de mulheres

Com estas duas mortes e também o caso de uma jovem grávida assassinada pelo marido no Bairro Alto, chama a atenção o fato de três mulheres serem mortas em Curitiba nas últimas horas. “No dia de hoje vamos ouvir familiares para elucidar os casos. Não podemos permitir este tipo de crime contra mulheres”, concluiu Recalcattti.