O dentista Hermes dos Santos, de 41 anos, que foi encontrado morto na madrugada do último sábado (13) na rua dos Cedros, Jardim Eucaliptos em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba, pode ter sido assassinado por um motivo banal.

Segundo informações que chegaram à Banda B, nesta terça-feira (15), antes do crime Santos estava em um bar na região e teria ironizado a atitude de um cliente que tirou munição de revólver do bolso. O dentista teria mordido o objeto e tido que aquilo não era nada.

De acordo com investigadores da Delegacia de Fazenda Rio Grande, não chegou a existir uma briga, apenas este fato. O que chama a atenção é que depois de deixar o bar Santos foi capturado e assassinado. Um suspeito do crime já foi identificado e pode ser preso em breve.

Carreira

Hermes dos Santos era um profissional reconhecido no interior do Estado, na cidade de Laranjeiras do Sul. Lá, ele foi presidente de um partido político (PSB) e também ocupou o cargo de Diretor de Odontologia do município. Atualmente, ele residia em Fazenda Rio Grande. O dentista deixou três filhas.