Por Elizangela Jubanski e Roberto Romanowski

campo-santana

Tio morreu na hora; ele já tinha passagens quando ainda era adolescente. Foto: RR/Banda B

Uma criança de apenas 10 anos foi baleada na boca na noite desta sexta-feira (17) no bairro Campo de Santana, em Curitiba. O alvo era o tio dele Rodrigo Ferreira de França, 22 anos, que foi ferido com pelo menos 11 tiros de pistola e morreu na hora. O menino foi socorrido pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) e passa bem.

Os dois estavam em um veículo Passat na rua João Carlos de Aguiar indo para a casa da namorada de França. De acordo com testemunhas, por volta das 21h, um carro de cor prata emparelhou com o carro da vítima e os ocupantes abriram fogo. França foi atingido por pelo menos 11 disparos de arma de fogo e perdeu o controle do veículo, que colidiu contra um muro. A criança perdeu bastante sangue, mas foi rapidamente socorrida por testemunhas e socorristas do Siate. O projétil transfixou a boca do menino e saiu pela bochecha. Ele passa bem, não corre risco de morte e está internado no Hospital do Trabalhador.

A irmã de França, identificada apenas por Silvana, disse aos policiais que ele contou que estava sendo seguido. “Eu corri aqui quando me ligaram. Meu Deus! Ele estava indo pra casa da namorada dele. Eles mataram meu marido, ele era trabalhador. Pelo que eu desconfio é briga de colégio de antigamente porque meu irmão não era envolvido com nada”, desabafou. Segundo ela, o atirador é conhecido na região e teria assassinado o marido dela Jeferson Luiz Gerônimo, 45 anos, no dia 31 de dezembro próximo ao local do crime que aconteceu ontem. o jovem trabalhava em uma empresa de serviços gerais.

“O objetivo dos atiradores era a vítima mesmo. Ele estava acompanhado dessa criança, mas o alvo era ele mesmo. A informação que temos é que as mesmas pessoas que cometeram esse crime também vitimaram outra pessoa da família”, explicou o delegado Fabio Amaro da Delegacia de Homicídios (DH).

De acordo com a Delegacia de Homicídios (DH), França tem passagem pela polícia quando ainda era adolescente. Também, há dois anos teria registrado uma tentativa de homicídio contra ele. O corpo dele foi levado ao Instituto Médico Legal (IML) de Curitiba.

Notícias relacionadas:

Em plena noite de Ano Novo, homem é morto a tiros na frente da filha em Curitiba