Por Luiz Henrique de Oliveira e Geovane Barreiro

(Fotos: Colaboração e Adjahyr Bueno)

“Parecia uma cena de guerra”. A cidade de Cerro Azul, na região metropolitana de Curitiba, foi tomada por pelo menos 14 bandidos armados com fuzis, na madrugada desta quinta-feira (6). Em vários carros, eles explodiram a agência do Banco do Brasil, no Centro da cidade, acuaram os policiais militares no Batalhão e nas casas que moram, e ainda cercaram toda a cidade. Ninguém entrava ou saía.

A cidade tem pouco mais de 30 mil habitantes e está localizada a 92 km de Curitiba. O tenente Werner, da Polícia Militar (PM), falou à Banda B sobre a ação dos marginais.

“Por volta das 5h30, cerca de no mínimo 14 homens em cinco carros chegaram à cidade. Um dos veículos ficou em frente ao batalhão, com os marginais atirando contra o motor e o pneu da viatura, para que ninguém saísse. Enquanto isso, outros dois carros estavam no Centro, a cerca de 300 metros do Batalhão, efetuando várias explosões e levando o dinheiro”, descreveu à Banda B.

O tenente também contou que outros carros realizavam rondas na casa de policiais militares de folga. “Estavam fazendo patrulhamento na cidade, perto de onde os policiais moram. Eram dez rapazes para estourar o caixa e os outros fazendo as rondas. Tinham informações privilegiadas pelo o que parece”, disse

Ainda de acordo com o policial, o objetivo dos marginais era o cofre da agência. “Foram cinco explosões e acreditamos que eles queriam levar o cofre, mas não conseguiram. Levaram o dinheiro dos caixas”, explicou.

Os moradores de Cerro Azul estão assustados com o que aconteceu. A Polícia Civil investiga o caso.