Por Luiz Henrique de Oliveira e Djalma Malaquias

Caseiro de 60 anos foi morto com quatro tiros (Foto: Djalma Malaquias – Banda B)

Um homem de 60 anos foi assassinado com quatro tiros nesta madrugada de sexta-feira (170 em um pesque-pague na Estrada do Capote, no Jardim Eugênia Maria, em Campina Grande do Sul, região metropolitana de Curitiba. Detalhe no caso é que a vítima, o caseiro Carlos Alberto, teve a filha assassinada ao lado de uma amiga há seis meses, em um crime motivado por um acerto de contas.

Para invadir a residência em que o caseiro estava, o atirador pulou pela janela, conforme descreveu à Banda B o perito Silvestre Ornellas, do Instituto de Criminalística. “A vítima está deitada e provavelmente a entrada foi pela janela do quarto dele, porque não há sinal de arrombamento. Pelo jeito a arma usada foi um revólver”, descreveu.

Presente no local, o cunhado da vítima, Sidnei Bit, revelou que o caseiro passava por um momento delicado desde a morte da filha, Andressa Pereira Lopes, de 17 anos. “Ele estava bem abalado ainda e há 15 dias fazia bico aqui neste local. Parece que  estava dormindo quando o bandido invadiu a casa e atirou”, descreveu.

Ainda segundo o cunhado, é pouco provável que a morte de Carlos Alberto tenha relação com a de Andressa. “Ele não vinha sofrendo ameaças nem nada. Nós não acreditamos neste hipótese. Pode ter sido um assalto, com o ladrão se assustando ao ver que tinha uma pessoa na residência”, opinou.

A Delegacia de Campina Grande do Sul investiga o caso. Relembre abaixo a reportagem sobre a morte de Andressa, na qual quatro pessoas foram presas por envolvimento no crime:

http://www.bandab.com.br/jornalismo/quatro-sao-detidos-por-morte-de-amigas-na-grande-curitiba-policia-acredita-em-acerto-de-contas/