Mais de 53 mil pessoas foram abordadas, das quais 514 ficaram presas, durante os cinco dias de atuação da “Operação Carnaval” em todo o estado do Paraná. O relatório, divulgado nesta quinta-feira (14/02), também aponta que 54 armas de fogo foram apreendidas, 70 veículos (roubados ou furtados) recuperados e outros 581 apreendidos. A operação foi iniciada às 18h00 da sexta-feira (08/02) e seguiu até a meia-noite desta quarta-feira (13/02).

A PM também apreendeu 108 adolescentes suspeitos de envolvimento com crimes e delitos, assistiu 204 pessoas e realizou 66 apreensões de objetos, além de lavrar 269 flagrantes, 57 flagrantes de ato infracional, 269 termos circunstanciados, e cumprir 23 mandados judiciais. “Todo o efetivo disponível foi aplicado nesta operação pela Polícia Militar, ou seja, o plano de férias dos policiais foi feito antes para que neste momento eles estivessem disponíveis para o policiamento do carnaval”, acrescento o coronel Roberson Bondaruk, comandante da Polícia Militar do Paraná.

Entre os resultados também estão a abordagem 28,5 mil veículos, dos quais 581 foram removidos do local ou retidos por alguma irregularidade, e 70 recuperados. Ainda referente ao trânsito, a Polícia Militar lavrou 5.412 autos de infração em vias urbanas, além de recolher 30 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH). “A abordagem a pessoas e veículos é preventiva e normal, ou seja, todo e qualquer cidadão pode passar por ela e não precisa ficar constrangido, já que se trata de um procedimento para proteção de todos, inclusive dele mesmo”, explica o coronel Roberson.

Das 54 armas de fogo apreendidas 30 são revólveres, três pistolas, seis garruchas e 15 carabinas, além de um simulacro e 504 munições. “Retirar armas de circulação também é um ato preventivo, pois assim evitamos o cometimento de diversos outros crimes como roubos e até homicídios”, garante o Comandante-Geral. A PM também recolheu 32,429 kg de maconha, 1,57 kg de cocaína e 23.040 pedras de crack, além de outras drogas.