A Delegacia de Homicídios já têm os nomes dos supostos criminosos que assassinaram no final da tarde desta terça-feira (26) o caminhoneiro Waldomiro Costa, de 64 anos, na Avenida Juscelino Kubitschek, na Vila Verde, Cidade Industrial de Curitiba. O caminhoneiro sofreu uma tentativa de assalto e possivelmente reagiu. Ele morreu com três disparos de arma de fogo. Costa era pai de um tenente do Corpo de Bombeiros do 6º GB, em São José dos Pinhais, e de um policial militar lotado no estado do rio de Janeiro.

O delegado-chefe Rubens Recalcatti da Delegacia de Homicídios apontou que as investigações já avançaram e que supostos autores já foram identificados. “A Homicídio tem algumas informações de autoria, mas como se trata de um latrocínio, roubo seguido de morte, o caso pode ir para a Delegacia de Furtos e Roubos. É muito triste um homem com esta idade, trabalhando e ainda sendo assassinado por estes marginais”, disse, entrevista à Banda B, na manhã desta quarta-feira (27).

O crime aconteceu por volta das 16h40 quando o caminhoneiro aguardava em um acostamento um manifesto (documento de carga de uma empresa). De acordo com a polícia, ele tinha acabado de carregar em Araucária e levaria os produtos (painéis para fabricação de móveis) para a cidade de Campinas, em São Paulo. Ele foi atingido enquanto esperava a chegada de um encarregado da empresa de transportes.

Catve.tv
Caminhoneiro morreu na hora

Há informações que apontam que Costa teria reagido ao assalto. Ele foi encontrado morto, com três ferimentos de arma de fogo, com uma faca na mão. Como a carteira dele estava vazia em cima do banco do caminhão, a polícia suspeita de uma tentativa de assalto. A DH informou à Banda B que já tem supostos nomes e que, em breve, fará patrulhamento na região para tentar prender os criminosos. O caso está sendo investigado pela DH, no entanto pode ser repassado à Delegacia de Furtos e Roubos.