Por Elizangela Jubanski e Danaê Bubalo

Um homem de 57 anos morreu atropelado na calçada da Avenida Portugal, em Fazenda Rio Grande, região metropolitana de Curitiba por um caminhoneiro embriagado na noite desta quinta-feira (24). A vítima foi identificada apenas como Ivo e a filha dele, de 27 anos, que está grávida de 4 meses, também foi atropelada e socorrida em estado grave. O motorista fugiu, mas foi detido. Ele fez o teste do bafômetro e está preso na delegacia do município.

De acordo com testemunhas, o caminhoneiro Pedro Cardoso Sobrinho, 37 anos, saiu de um bar, entrou no caminhão e fez uma manobra brusca logo na saída. Nesse momento, pai e filha, que caminhavam na calçada, foram atingidas pelo caminhão. O atropelamento aconteceu por volta das 22 horas. O pai morreu na hora e a filha foi socorrida pelo Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate). Ela foi encaminhada em estado grave ao Hospital do Trabalhador, de Curitiba.

atropelamento

Caminhão que atropelou pai e filha. Foto: DB/Banda B

O motorista, que dirigia de forma desordenada, bateu em dois veículos na fuga. Testemunhas anotaram a placa do caminhão e ligaram para a Polícia Militar, que conseguiu prender Sobrinho em flagrante. Muitas pessoas ficaram revoltadas com a situação e chegaram a se reunir em frente da casa do atropelador. “Foi constatado que ele estava em total estado de embriaguez. Não teve juízo e agora vai responder pelos atos. Na abordagem, ele não lembrava de nada, estava totalmente perdido. Quem acompanhou tudo estava bem revoltado”, disse o guarda municipal Leão.

Totalmente embriagado, o motorista dizia frases desconexas e sem sentido. “Foi o piá lá que pegou o caminhão. Eu disse pro piá não pegar”. Na delegacia de Fazenda Rio Grande, o bafômetro de Sobrinho apontou 1,70 mg/L.