Divulgação Vasco
Bernardo ficou bastante machucado

O meio-campista Bernardo, do Vasco, escapou da morte no último final de semana. De acordo com o “UOL”, o jogador foi espancado em uma favela do Rio de Janeiro no domingo, após ser capturado por traficantes de uma comunidade do Morro da Maré, zona norte da capital fluminense. Ele teria sido amarrado, torturado e atingido com socos e pontapés.

Segundo a polícia, o motivo da agressão seria o envolvimento de Bernardo com a mulher de um chefe do tráfico do Morro da Maré. As primeiras investigações apontam que o atleta do Vasco só não foi morto por causa de um apelo de Wellington Silva, lateral do Fluminense, que foi criado na comunidade.

O argumento usado por Wellington foi que se o jogador do cruz-maltino fosse morto a polícia agiria com mais rigor e implantaria uma UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) na região.

O vascaíno se recupera de uma lesão no joelho e só deve voltar a jogar em seis meses.

O Vasco da Gama já foi informado do incidente e comunicou que vai prestar todo o apoio a Bernardo, mas não vai se pronunciar por entender que se trata de um caso de polícia.